sábado, 25 de julho de 2015

Tenho medo de arriscar.

É incrível como estou nas últimas. Antes adorava conhecer pessoas novas, sentia-me sempre tão à vontade. Agora...Agora tenho medo. Não me consigo aproximar de ninguém. Não consigo que elas comecem a entrar de alguma forma na minha vida, nem por amizade. Porquê? Não sei. Simplesmente não sei. Sinto-me tão magoada, tão destruída por dentro. Ando a tentar construir muralhas à volta do meu coração, tenho o coração em pedaços.
Eu sou confiante de mim mesma, acho-me uma pessoa 5*, com uma boa personalidade, flexivel, amistosa, respeitadora. Mas tenho que me conheçam, involuntáriamente não quero que mais ninguém entre na minha vida. Tenho pânico em ficar sozinha com alguém que mal conheço, tenho pânico quando tenho que ir para um sitio desconhecido, sinto que me tiram o chão quando isso acontece. Acho que tudo isto é por ultimamente ter sido tão pisada, andar atrás das pessoas mas elas não andarem atrás de mim, eu dar carinho mas elas não me darem carinho, eu valorizar mas elas não valorizarem. Tenho medo que me pisem mais uma vez, estou no limite. Não aguento mais amarguras na vida. Não aguento gostar mais das pessoas do que elas gostarem de mim. Não aguento não ser mais amada. Não aguento não sentir mais carinho por parte das outras pessoas. Sinto-me sozinha. Sinto-me a morrer. Sinto que já nada vale a pena.
Neste momento, o que sinto é que todas as pessoas são falsas, ninguém diz a verdade, ninguém gosta de ninguém, e ninguém sabe dar valor. Ninguém sabe amar o outro. Acredito seriamente que existam mais pessoas como eu, pessoas inocentes, que procuram que o seu amor seja retribuído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário